Login Register

Diretamente do Vale do Silício, Brasil tem presença marcante na Enactus World Cup 2018; confira

Nos dias 9, 10 e 11 de outubro, aconteceu em San José, Califórnia, a Enactus World Cup, um evento que reúne os campeões nacionais dos 36 países, onde apresentaram seus projetos e resultados ao longo do ciclo para uma seleta bancada de grandes executivos.

O Brasil foi representado pelo campeão nacional Enactus IFCE Iguatu com o projetos Mudas e Linhas, que competiu na liga de abertura com Gana, Canada, Quirguistão e Austrália. O campeonato teve como finalistas as equipes do Egito, Marrocos, Índia e Canada, sendo este último nomeado campeão mundial com o projeto One Seed, com o objetivo de atacar o problema de segurança alimentar na Zâmbia, África, por meio do empoderamento de agricultores.

Time Enactus IFCE Iguatu, atuais campeões nacionais.

O evento contou com a participação do time Enactus Instituto Mauá com o projeto Amet na World Project Fair, uma feira de projetos Enactus cujo objetivo era mostrar seus resultados e ter a possibilidade de conseguir mentoria e investimento para a aceleração desses projetos.

Time Enactus Instituto Mauá durante a Project Fair.

Outro destaque brasileiro foi a conquista inédita pelo time Enactus UFPA e seu projeto Amana Katu de primeiro lugar em duas competições globais: a World Water Race, cujo objetivo era selecionar projetos que envolvem soluções para questões de água e sanitárias, e a Ford Mobility Innovation Challenge, competição que premia iniciativas promovendo a mobilidade inteligente e social com potencial de crescimento.

Time Enactus UFPA durante a entrega do 1º Lugar da World Water Race.

Além disso, esta foi a primeira participação da nova presidente da Enactus Brasil, Joana Rudiger, podendo conhecer pessoalmente outros líderes e prestigiar o evento. O Brasil também contou com a participação dos alumni Ralf Toenjes e Dahra Quintella, que disputaram o prêmio de Alumni do Ano nas categorias “menos de 30 anos” e “mais de 30 anos” respectivamente.

Joana Rudiger (Ao centro, roupa preta), presidente da Enactus Brasil, durante a cerimônia da Enactus World Cup 2018.

O evento teve outros grandes destaques como a presença da 66ª secretária de estado americano Condoleezza Rice, nomeada mulher mais poderosa do mundo pela Forbes 2005.

Abaixo há uma breve explicação sobre os projetos que participaram do evento, caso tenha interesse, basta contatar seu respectivo Time Enactus:

  • Projeto Linhas: consiste na capacitação sobre a produção de peças de roupas, produzidas em máquinas industriais. O time visa a realização de cursos de informática básica e gestão para que as mulheres possam alavancar a qualidade de vida e expandir as peças produzidas, gerando renda e emprego.
  • Projeto Mudas: O projeto desenvolveu um sistema de irrigação de microaspersão feito com palito de pirulito, prego e arame, além de outras duas tecnologias para melhoria na agricultura. Assim, o projeto transforma a vida de pequenos produtores rurais, tendo uma melhor qualidade na agricultura.
  • Projeto Amana Katu: O projeto visa a produção de sistemas de captação da água pluvial, sustentáveis e de baixo custo, através da capacitação de jovens em vulnerabilidade socioeconômica no município de Belém-PA. O objetivo é que esses sistemas sejam direcionados ao mercado, não só à comunidades carentes do recurso, mas também a qualquer consumidor que queira obter o produto por algum motivo específico. 
  • Projeto Amet: tem como objetivo reinserir pessoas em situação de vulnerabilidade social, através do desenvolvimento de uma fábrica de tijolos ecológicos, atendendo o Lar Casa Moradia, localizado no bairro Parque Miami, em Santo André. O projeto desenvolve módulos de capacitação para a produção de tijolos e também para o gerenciamento da fábrica, oferecendo assim a oportunidade de se reinserirem no mercado de trabalho e na sociedade.

blog comments powered by Disqus