Login Register

Fundação Cargill e Enactus Brasil anunciam projetos seminalistas do Prêmio Alimentação em Foco 2021

A Fundação Cargill e Enactus Brasil anunciam os 15 projetos Enactus selecionados para a sexta edição do Prêmio Alimentação em Foco. A oportunidade é uma iniciativa desenvolvida pela Fundação Cargill em parceria com a Enactus Brasil e tem o intuito de fomentar iniciativas com a temática da alimentação, desde a produção até a oferta e consumo de alimentos.

Além de uma bolsa auxilio, os selecionados receberão mentoria de participantes do Programa de Voluntariado Corporativo da Fundação Cargill, experientes em gestão, desenvolvimento e implementação e/ou análise e planejamento para potencializar seu impacto. Como novidade dessa edição, os Times selecionados também participarão do Team Training Conference Cargill 2021 que ocorrerá no mês de maio do ano que vem, onde receberão capacitações para aperfeiçoar suas iniciativas.

Em junho de 2021, de acordo com desempenho ao longo de todo um ciclo, serão escolhidos cinco projetos finalistas para participarem de uma nova avaliação pela Fundação Cargill e Enactus Brasil. Durante o Evento Nacional Enactus Brasil 2021 serão anunciados os 1º e 2º lugares do prêmio, que receberão, respectivamente, R$ 7 mil e R$ 5 mil para investir em seus projetos.

Confira abaixo os projetos selecionados:

Açaí 1700 – FACIMP Wyden (Imperatriz/MA)
O objetivo do projeto é desenvolver o povoado Açaí km 1700 que fica aproximadamente 600 km da capital do Maranhão (São Luís) em três eixos: pesquisa técnica sobre as possibilidades de novos nichos econômicos para o caroço de açaí; auxílio jurídico para legalização do terreno; e capacitações afim de melhorar habilidades financeiras.

Aqua – CEFET/RJ Angra dos Reis (Angra dos Reis/RJ)
O projeto tem por objetivo principal impactar a vida da comunidade ao implementar sistemas de aquaponia nos locais de plantio dos produtores rurais da Associação dos Produtores Rurais do Vale Mambucaba, visando diminuir os custos na produção de alimentos, conscientizando o consumo de água e gerando renda.

Bio+ – UFCA (Juazeiro do Norte/CE)
O programa Bio+ busca desenvolver e empoderar social e economicamente comunidades rurais em situação de vulnerabilidade através da metodologia Ciclo Vitae, uma metodologia que garante a produção de alimentos orgânicos mesmo em períodos de estiagem integrando três tecnologias: o Biodigestor Rural, o Jardim Filtrante e o Minhocário Doméstico.

Bread&Bug – UFU (Uberlândia/MG)
O projeto tem como objetivo desenvolver um sistema alternativo e sustentável baseado na integração da produção de insetos e alimentos orgânicos em uma cadeia circular, com o reaproveitamento de parte dos resíduos produzidos no sistema. Desse modo, o time Enactus UFU e seus parceiros oferecem apoio técnico e na gestão da produção integrada, onde a comunidade se mostra encarregada de acompanhar e realizar o processo produtivo.

Eco Xingu – UFPA Altamira (Altamira/PA)
Reduzir o uso de sacos plásticos pelos agricultores familiares por meio do desenvolvimento da tecnologia do eco-tubete reutilizando garrafas PET e kit de produção de mudas, produzidos e comercializados por uma comunidade em vulnerabilidade social.

EcoPlan – UNIFESP SJC (São José dos Campos/SP)
O principal objetivo é capacitar, aumentar a visão de futuro dos alunos e conscientizar esses jovens sobre sustentabilidade. Buscam fazer isso através do uso e aplicação de tecnologia e do fornecimento de aulas capacitivas sobre robótica e sustentabilidade, para aplicação do conhecimento em projetos práticos e sustentáveis.

Engenhorta – UTFPR (Cornélio Procópio/PR)
O projeto EngenHorta busca combater o consumo de alimentos ultraprocessados por adolescentes e explorar o potencial do uso da educação tecnológica na agricultura domiciliar através de aulas teóricas e práticas de programação e horticultura.

Feira em Casa – UFOPA (Santarém/PA)
O projeto visa criar uma plataforma digital onde os produtores rurais de verduras, legumes e frutas, através da divulgação e pré venda na plataforma, possam diminuir o desperdício de alimentos e obter uma nova fonte de renda.

Kairós – Campus São Carlos (São Carlos/SP)
O projeto visa empoderar economicamente uma associação de produtores rurais de uma comunidade agrícola em São Carlos através de melhorias na cadeia de produção e distribuição ao longo de 2 anos.

Mandacaru – IFCE Maracanaú (Maracanaú/CE)
Promover a qualidade da produção dos alimentos através do desenvolvimento de tecnologias sustentáveis, de baixo custo e com o uso eficiente dos recursos hídricos.

Panela Verde – UFPE (Recife/PE)
Através da metodologia de capacitação e mentorias do projeto Panela do Poço, o Panela Verde visa replicar a proposta em outra comunidade, a qual possui dificuldades de acesso à profissionalização de seus negócios informais no ramo da culinária.

Programa SerTão Sustentável – UVA Sobral (Sobral/CE)
O Time Enactus UVA Sobral atua junto à comunidade agrícola Serrote do Piaba, localizada em Sobral, no interior do Ceará. Através do programa SerTão Sustentável, a equipe promove ações voltadas para geração de conscientização ambiental, empoderamento digital, criação de tecnologias sustentáveis e promoção da agricultura familiar.

É da Horta! – Instituto Mauá (São Caetano do Sul/SP)
O objetivo do projeto é fomentar o ecossistema da agricultura urbana, estimulando o uso apropriado de terrenos de torres de alta tensão administradas por concessionárias de energia, aumentando venda dos produtos de agricultores urbanos através de uma plataforma digital

Projeto Q – UFV-CRP (Rio Paranaíba/MG)
O projeto visa reconhecer de forma social e econômica os produtores de Queijo Minas Artesanal da região do Cerrado Mineiro por meio do auxílio na aquisição de certificações regulamentadoras, visando impulsionar o empreendedorismo familiar e permitir a ampliação do seu mercado consumidor, bem como o maior valor agregado ao produto final, para que o reconhecimento de produto, produtor e região sejam alcançados.

Quintal Coletivo – UNESP Botucatu (Botucatu/SP)
O objetivo do Quintal Coletivo é dar visibilidade aos produtores locais de Botucatu, levando até o consumidor final um produto de maior qualidade através da distribuição direta entre ele e os produtores.

Sobre a Fundação Cargill

Há 46 anos, a Fundação Cargill tem sido um agente transformador nas comunidades e causas em que atua. Seu foco de atuação está voltado à promoção da alimentação segura, sustentável e acessível. Em 2018, a Fundação Cargill desenvolveu e apoiou 31 projetos em 59 municípios, além de fomentar o trabalho de 61 comitês de voluntariado corporativo. Com a ajuda de 1051 voluntários, a instituição beneficiou 53.922 pessoas. Mais informações: www.alimentacaoemfoco.org.br.

blog comments powered by Disqus