Login Register

Enacthon

Enacthon

Durante uma semana, estudantes, alumni e professores da rede Enactus de todo o país foram protagonistas do primeiro hackathon realizado pela Enactus Brasil, com apoio nossa parceira Unilever.

O evento reuniu 450 participantes divididos em 93 equipes, que desenvolveram,  de forma ativa, soluções para as mais diversas problemáticas causadas pela pandemia do COVID-19. Foram 155 horas de mentoras com experts do mercado, 30 horas de programações ao vivo, sobre os mais diversos assuntos para capacitar as equipes, e 93 projetos criados.

Conheça agora os Top 20 projetos do evento:


1º Lugar: Duki (Equipe Betwins)
A Duki é uma startup que tem como objetivo diminuir a defasagem do ensino pelo Brasil. Sua proposta é auxiliar estudantes na curadoria de conteúdos para maximizar o potencial de aquisição de conhecimento e decisão de carreira através da aprendizagem adaptativa.
Utilizando-se da tecnologia de um chatbot, software programado para simular uma interação humana dentro de uma plataforma digital, os estudantes terão acesso a conteúdos educativos escolhidos por uma equipe de professores e educadores cadastrados, os curadores.
Sua plataforma contará com três planos de assinatura: free, premium e premium+, possuindo tanto versões gratuitas quanto versões customizadas para cada usuário.
E-mail: contato.duki@gmail.com
Instagram: @duki.app
LinkedIn: Duki.app

 

2º Lugar: FicaPróximo (Equipe Dente-de-Leão)
FicaPróximo é um aplicativo que possibilitará a conexão entre clientes e pequenos negócios através da compra de cupons de desconto para serviços e produtos que serão utilizados após o afrouxamento das medidas de isolamento social. Serviços esses que serão ofertados por micro e pequenos empreendedores de diversos setores como beleza, limpeza e culinária. O aplicativo possibilitará ao empreendedor a receita necessária para manter seu negócio e seus funcionários, auxiliará na gestão do empreendimento, como também aumentará a democratização desses setores, pois trará maior visibilidade a pequenos negócios, bem como alavancará suas vendas, visto que o app não se restringe a esse período.
E-mail: gabrielramosrusso@gmail.com

 

3º Lugar: Minha (Equipe Cacthon)
Visando contribuir com a redução drástica da violência contra a mulher, desenvolveremos uma plataforma que promova a conexão da vítima a psicólogas para o agendamento de teleconsultas, a informações sobre violência doméstica de forma simples e acessível, a um fórum de conversa entre as usuárias para que elas possam desenvolver uma rede de apoio e a um botão de denúncia que permite ligar ao 180. Todos esses serviços estão protegidos por uma senha e, para criar uma relação de confiança com usuária, adotamos uma política de total transparência. Além disso, desenvolvemos um modelo financeiramente sustentável, com preço acessível e até consultas gratuitas quando necessário.
E-mail: projetominha@gmail.com

 

 

4º Lugar: ALEBOT (Equipe Chapeuá)
Enquanto o ensino privado utiliza aplicativos para aulas online e quase todos seus alunos possuem acesso a internet de qualidade, na rede pública observamos métodos e processos pouco funcionais e acesso à internet de baixa qualidade. Contudo, 94,2% dos brasileiros usa a Internet para enviar e receber mensagens de texto(IBGE). Assim surgiu o ALEBOT, um chatbot que atuará como um tutor inteligente via WhatsApp. No chat os alunos poderão resolver exercícios e tirar dúvidas em tempo real de conteúdos programados pelos professores. Cada plano assinado por uma escola particular garantirá o acesso à plataforma para uma escola da rede pública, promovendo educação através de tecnologias acessíveis.
E-mail:  alepmsilva@gmail.com

 

 

5º Lugar: Comadre (Equipe Dente de Leão)
O projeto Comadre busca mitigar os efeitos causados pelo conflito de agendas das crianças e de seus responsáveis na volta às atividades presenciais durante o período de flexibilização da quarentena. Através de um aplicativo gratuito, conectamos babás e famílias, levando em conta localização, preço, horário e perfil. A fim de oferecer um serviço seguro para todos os usuários, diversas medidas foram pensadas, como treinamento de cuidados com crianças e prevenção ao coronavírus para as babás, agendamento de uma entrevista online antes da realização do serviço, avaliações dos usuários disponíveis nos respectivos perfis e um botão de emergência para o caso de situações potencialmente perigosas.
Instagram: @enactusunespbauru

6º Lugar: Projeto Laços (Equipe Compartir)
O projeto Laços, iniciativa da equipe Compartir, visa minimizar os efeitos negativos causados pelo isolamento social na comunidade idosa do Brasil. Sendo o maior grupo de risco do cenário atual, os idosos têm apresentado características preocupantes como tristeza excessiva, aumento de doenças psicossomáticas, falta de expectativa para o futuro, efeitos do sedentarismo entre outras coisas. Então, para sanar essas faltas, criamos uma Box cheia de atividades, dicas médicas, notícias do bem, jogos e passo-a-passo de exercícios físicos e outras novidades, afim de que nossos idosos tenham uma melhor qualidade de vida mesmo estando longe de nós. O isolamento social não irá desfazer nossos LAÇOS!
Instagram: @lacosbox

7º Lugar: VR Social (Equipe Vix Rocket)
O VR Social foi idealizado para ser um aplicativo que utilize a Realidade Virtual como ferramenta no Tratamento de Fobia Social. Além disso, o Projeto visa criar uma integração com os profissionais da Saúde Mental para fins de estabelecer melhorias na qualidade de atendimento em massa (auxiliando também no suporte e manutenção de uso). Parte do lucro obtido com as assinaturas online, será investido para melhorias do App e outra parte será revestido viabilizar o tratamento de pessoas em vulnerabilidade social que não possuem condições financeiras de arcar com os custos de consultas em parceria com psicólogos e instituições voluntárias, promovendo saúde e bem-estar a todos que alcançarmos.
E-mail: contato.vrsocial@gmail.com

8º Lugar: Integra+ (Equipe Innova+)
O projeto Integra+ visa promover maior visibilidade para as necessidades atuais de crianças no espectro autista, auxiliando na comunicação, por meio de um site interativo, entre pais, professores e alunos.
Um site com login para pais, educadores, psicólogos e terapeutas ocupacionais, em que os profissionais têm permissão e acesso para adicionar seus materiais no Drive, organizado em pastas correspondentes à cada disciplina.
Além disso, os pais poderão agendar horários para dúvidas e encontros virtuais com os profissionais cadastrados no site.
A venda de produtos educativos e direcionados para o público alvo, garantirá a sustentabilidade do site e futura construção de uma plataforma ainda mais completa.
E-mail para contato: innovaenacthon@gmail.com
Instagram: @timeinnova
Linkedin: Time Innova

9º Lugar: Juntinhos (Equipe Caldeirão Furado)
O Juntinhos é um aplicativo de delivery de comida, cujo o intuito é oferecer uma nova alternativa dentro do ramo alimentício, com funções e finalidades diferenciadas dos demais.
A cada refeição comprada, parte da % do lucro será revertida para a confecção de marmitas por meio de restaurantes parceiros que estejam em vulnerabilidade financeira. As marmitas,
por sua vez, serão distribuídas em comunidades que têm enfrentado a fome de maneira mais intensa nesse período de pandemia. Os usuários terão uma experiência única e mais aproximada, sendo notificados constantemente sobre os impactos de suas doações e
fazendo-os se aproximar da causa de uma maneira mais humana.
Dessa forma, o Juntinhos permite impactar toda a cadeia de envolvidos: comunidades que enfrentam o problema da fome e da falta de emprego; restaurantes e comércios locais, os quais sofrem pelo impacto da redução nas vendas e até mesmo os usuários de aplicativos de comida, ressignificando a forma de doação.
Facebook: Enactus USP Cidade Universitária

10º Lugar: TramPolim (Equipe Foguetinhos)
Todos os anos cresce o número de pedidos de delivery feitos pelo aparelho celular. Apesar do cenário favorável, nem todos os bairros de uma cidade estão dentro das áreas de entrega dos aplicativos, como é o exemplo de bairros considerados de risco. Em muitos casos o acesso é negado pela preocupação da empresa ou do entregador. O projeto tem como objetivos levar a opção de entrega às pessoas localizadas nessas áreas, gerar renda dentro das comunidades para quem perdeu o emprego durante a pandemia e aumentar o lucro dos comércio por meio do aumento da área de abrangência da entrega. Deste modo, procuramos contemplar a ODS 8, a ODS 10 e a ODS 12.
Telefone para contato: Bruna Gerber | 48 99973-5135 – Gabriela Vardanega | 48 9157-1452

11º Lugar: Connext (Equipe Impactus)
A Connext visa ligar doadores com pessoas que precisem receber, expandindo o número de beneficiados. A doação é feita pelo cliente final, o mesmo que pediu o delivery, os alimentos coletados pelo entregador, agora com a “mochila” vazia, são transportados até o centro de arrecadação mais próximo, sem redirecionar as rotas usuais. Nos centros, os alimentos passam por um processo de higienização para então poderem confeccionar e chegar à pessoas carentes em meio a pandemia. Os restaurantes e aplicativos participariam em uma iniciativa social, impulsionando o marketing e o número de pedidos contanto também com um selo de responsabilidade social. Ajudando cada vez mais pessoas em tempos de crise.
E-mail: joaogromik@gmail.com

12º Lugar: rEADapte (Equipe Família)
A rEADapte é uma rede de apoio colaborativa que busca ajudar alunos, professores e instituições, a se adaptarem a realidade das aulas a distância. A rede se estende através de uma plataforma que conta com uma logística de acesso a aparelhos eletrônicos emprestados, uma rede de apoio técnica para dar suporte as instituições que queiram implementar o ensino a distância, uma rede de compartilhamento, visando promover a melhora do aprendizado através do compartilhamento de materiais de estudo, tendo como último desdobramento, a rede de apoio psicológica e emocional que se dá pela disponibilização de uma lista de profissionais voluntários e de um fórum de mensagens localizado na plataforma.
E-mail: mariaclaradbgamaro@gmail.com

13º Lugar: Solis (Equipe Bastet)
O projeto Solis almeja apoiar famílias em situação de vulnerabilidade social na busca por mais qualidade de vida. Partindo desse princípio, recorre à potencialização de uma tecnologia existente há mais de 200 anos: o fogão solar. Pautado nos ODSs 11 e 12, transformando sucata em produto e no ODS 7, utilizando energia limpa, aposta na democratização ao acesso de um sistema de cocção de alimentos sustentável, eficaz e de baixo custo.
E-mail: amandatompsond@gmail.com
Telefone para contato: (91) 993637947

14º Lugar: Redes (Equipe 4 Am)
Visando a redução do impacto da pandemia nas vendas de pequenos empreendedores, que têm dificuldades para se cadastrar em plataformas online e tiveram seu escoamento substancialmente reduzido, nasceu a REDES, uma vitrine virtual que conecta o vendedor ao consumidor final.  Numa plataforma simplificada, pouco burocrática e que valoriza a compra local, uma vez que funcionará em recortes da cidade, o cliente encontra a solução para sua necessidade com quem está próximo, reduzindo os riscos com deslocamento e estimulando a economia local. Ressignificando o consumo, trazendo a colaboratividade e a valorização do vizinho e promovendo mudanças de hábitos para um futuro mais sustentável.
E-mail: iae.redes@gmail.com

15º Lugar: InCasa (Equipe Fivethon)
Deseja uma comida caseira, com qualidade e feita pelos melhores Chefs brasileiros? utilize o InCasa! Um aplicativo para pessoas acima dos 18 anos que queiram aumentar ou desenvolver uma renda extra, vendendo ou entregando os melhores sabores. A plataforma também dispõe de ferramentas para usuários produtores se capacitarem profissionalmente, através de minicursos como boas práticas de fabricação, empreendedorismo, entre outros. O aplicativo cobrará uma pequena taxa sobre cada venda realizada, exceto caso o Chef decida por utilizar embalagens biodegradáveis e, dada uma certa arrecadação, doaremos cestas básicas à famílias carentes locais, proporcionando, assim,  a melhor experiência a todos!
E-mail: chefeincasa4@gmail.com

16º Lugar: Abirú (Equipe Super Nova)
O nosso projeto visa mediar a relação produtor-comprador, criando uma rede de divulgação de produtos orgânicos de produtores rurais e promovendo a venda desses. Os produtores, por sua vez, irão doar alimentos ao projeto VIVA, que distribuí 50 marmitas diárias aos 150 moradores em situação de rua. Buscamos dar a eles acesso a uma alimentação saudável e abundante.
O projeto Abirú visa impactar 160 vidas diretamente: 150 moradores de rua e 10 produtores rurais. Ainda, indiretamente, pretende-se impactar a vida dos consumidores finais e suas famílias, fora o impacto indireto às famílias dos agricultores que, por meio do projeto, terão uma renda mensal superior à atual.
Site: Abirú

17º Lugar: 4Cantos (Equipe 4 Cantos)
O objetivo do 4Cantos é criar uma plataforma digital que funcione como um elo entre doador, entregador e receptor, utilizando um banco de dados para inscritos. O público-alvo carece de assistência governamental ou por outras iniciativas e por isso, nossa intenção é conectá-los com pessoas físicas e jurídicas interessadas em contribuir de alguma maneira, impactando na vida dos beneficiários. A iniciativa busca englobar ainda, a participação de motociclistas com dificuldades financeiras, que serão responsáveis pelo transporte da doação do beneficente até o beneficiário. Além disso, buscamos impactar a população brasileira através da educação, trazendo conteúdos socioeducativos na plataforma.
Telefone para contato: Gabriel Passos | 15 98803-3707

 

18º Lugar: Ponto do Herói (Equipe Rocket)
No Brasil, até o momento perdemos 35.026 vidas para o Covid-19, acentuando-se nas comunidades como áreas de alto contágio. A presença do vírus é inevitável, mas como podemos combater algo tão letal? Segundo a OMS, o hábito de lavar as mãos pode reduzir em até 40% a contaminação, logo, o Ponto do Herói é rápido, eficaz, democrático e barato, assim controlando a transmissão.
Sabendo que comunidade significa comunhão e harmonia, para se implantar um projeto é imprescindível a conexão destes elementos em todos os âmbitos. Visto que a reeducação dos hábitos e a sensibilização ocorrem com a participação dos moradores e da história regional, criamos uma forma representativa para reagir a pandemia.
E-mail: kellymeira@estudante.ufscar.br

19º Lugar: SustentaFood (Equipe Inovação)
O SustentaFood tem como objetivo diminuir o desperdício de alimentos, redistribuindo para ONGs e moradores em situação de rua, contribuindo com a ODS 2, 10 e 12. O projeto será iniciado na cidade de Porto Alegre e terá como parceiros os supermercados, armazéns e feirantes, que realizarão doações de alimentos que já não são mais considerados “bons” aos olhos dos consumidores.
Visto isso, o SustentaFood tem urgência em sua aplicabilidade e terá impacto instantâneo na cidade, visando a população que está passando fome e necessita de doações para sua sobrevivência, juntamente com o desperdício de alimentos, que não pode continuar em níveis elevados e não ter uma solução de destino humanizado para o mesmo.
E-mail: sustentafood@gmail.com
Insta: @sustentafood

 

20º Lugar: Éolo (Equipe PZ)
O projeto Éolo, desenvolvido pela Enactus USP Cidade Universitária, visa zelar pela saúde dos moradores de habitações com ventilação precária por meio da instalação de exaustores eólicos feitos a partir da reciclagem de garrafas PET, propiciando, dessa forma, a renovação dos ares.
No nosso modelo de negócios, coletaremos garrafas PET, que serão transformadas nas peças do aparelho por uma empresa parceira, posteriormente, sua montagem será feita pelos moradores da comunidade São Remo, que terão suas rendas complementadas. Além disso, quando o lucro for suficiente para cobrir os gastos de produção de uma unidade, esta será doada àqueles que mais precisam.
Projeto Éolo. Dê ar a quem precisa.
E-mail: igor.costa.enactususp@gmail.com